O que considerar ao escolher uma Demand Side Platform (DSP)?
20 de abril de 2018
1

Se você já trabalha com mídia programática com certeza está habituado a ouvir a sigla DSP. As famosas Demand Side Platforms são sistemas que automatizam a compra de mídia digital provendo maior poder de segmentação aos compradores (Anunciantes, Agências e Trading Desks). Assim, os anunciantes passam a ter o controle do resultado de suas campanhas, uma vez que todo o processo de implementação e otimização ficam do lado dos buyers.

Outro ponto relevante é o poder de segmentação extremamente elevado, que torna possível focar estratégias por geografia (Cidade/Estado/País), faixa horária, contexto, para entregar a mídia no digital em uma estratégia multi-tela, como por exemplo, durante o comercial do anunciante (ou de seu concorrente), entre outros set-ups. No entanto, é importante ficar atento nessa hora, algumas DSPs cobram custo adicional para determinados tipos de segmentação.

Mas, certamente, a maior qualidade que as DSPs promovem é a utilização de dados, podendo ser dados próprios (First party Data), dados comportamentais, lookalike e uma infinidade de opções que auxiliam na eficácia de cada campanha.

Com a correta utilização de dados torna-se possível definir segmentações sofisticadas de audiência e entregar a campanha para o público exato, o que diminui a dispersão e pode aumentar a taxa de assertividade em até 95%.

É importante deixar claro que as DSPs permitem a compra de inventário por meio de acordos diretos com os Publishers por meio de Programático Garantido e Deals, além de comportar a compra também do espaço digital em Open RTB. O ideal é focar sempre em acordos preferenciais fechados diretamente com os Publishers, pois o buyer tem a garantia de onde sua mídia será entregue.

Quais os principais pontos a considerar na escolha de uma DSP?

  1. Escolha uma Demand Side Platform que possibilite escalabilidade nas entregas da campanha, impactando rapidamente os consumidores potenciais com o conteúdo correto.
  2. A DSP precisa ter forte capacidade de otimização, integrando sua estratégia a cada campanha, para valorizar os anúncios para seus potenciais consumidores
  3. Avalie o poder de relatoria da DSP visando as principais métricas de Vídeo, Display e Native.
  4. A plataforma precisa oferecer clareza para as suas tomadas de decisão, por isso confira se a interface é simples e intuitiva.

Considere esses pontos-chaves, compare os parceiros, as tecnologias e faça a melhor escolha para sua estratégia programática ter a melhor performance, com menos esforço de investimento e tempo. Com isso, é possível obter os resultados desejados e gerar uma melhor experiência de marca para seus consumidores.

Deixe uma resposta

1 comment

  1. Excellent post. I was checking constantly this blog and I am impressed!

    Very helpful information specifically the last part 🙂 I care for such information a lot.
    I was seeking this certain info for a very long time.
    Thank you and best of luck. http://www.betfortuna1.com/188bet