Qual a melhor estratégia de mídia programática para a Copa do Mundo 2018?
9 de fevereiro de 2018
0

Na última da Copa do Mundo mais de 3,2 bilhões de pessoas – praticamente 50% da população mundial – estiveram conectadas por meios de seus devices, de acordo com o IBOPE. Foi nesta edição que vimos o conceito multi-tela invadir nossas vidas, uma vez que ao mesmo tempo que estávamos acompanhando um jogo, acessávamos um app ou as redes sociais para saber mais ou comentar o assunto.

Com tantos números surpreendentes, a expectativa para o evento de 2018 é ainda maior, pois será o ano do engajamento, onde a presença massiva dos vídeos mobile vai permitir o protagonismo dos fãs, que estarão conectados durante a transmissão. Segundo a FIFA, estimativa para este ano é que o evento de atinja cerca 3,6 bilhões pessoas.

Para que as marcas possam aproveitar este cenário de integração em suas campanhas de mídia programática, é imprescindível combinar os melhores momentos de exposição para cada formato e perfil de audiência. Conheça abaixo quais são os principais clusters e horários para impactar o seu target no ambiente digital durante a Copa do Mundo.

No Brasil, quando o assunto é Copa do Mundo todos amam futebol. De acordo com o Ibope, 9 em cada 10 brasileiros trocem pela seleção. Em um cenário tão amplo como este, nada melhor do que aproveitar a mídia programática para encontrar segmentos de audiência que possuem comportamentos de navegação e interesses específicos, incluindo características demográficas como faixa etária, classe social e renda. Confira abaixo dois perfis em destaque, com potencial para marcas esportivas ou ligadas ao entretenimento:

 

Amantes de Esporte

São legítimos torcedores, pessoas com mais de 18 anos, que acompanham as novidades, torcem periodicamente, sabem tudo que acontece dentro do cenário esportivo ou do seu time. Além disso, por pertencerem as classes ABC, têm um alto consumo de produtos relacionados ao esporte.

Apaixonados por entretenimento e diversão

São pessoas com mais de 25 anos, das classes ABC, que buscam preencher seu tempo livre com entretenimento e, sempre que possível, fazem isso com amigos e familiares. Na internet estão à procura de dicas de bares, restaurantes e viagens.

Quais são os melhores horários para impactar o meu target na Copa?

 

Nesta copa vamos enfrentar um fuso horário de seis horas a frente. Na primeira fase serão dois períodos de jogos, um na parte da manhã com partidas às 7h, 9h e 10h e outro a tarde com partidas às 12h, 13h e 15h. Na segunda fase os horários se fixam às 11h e 15h. Ter estes horários em mente é o primeiro passo para nortear a sua estratégia.

 

Na imagem abaixo trazemos uma possibilidade para a veiculação de campanhas nos principais horários dos jogos do Brasil, que se resumem em: pré-jogo, hora do jogo e pós-jogo. Somado ao que chamamos de principais momentos, deve-se considerar as diversas possibilidades de formatos existentes, como vídeo, áudio e display, que podem ser entregues com base nestes horários específicos.

 

Por exemplo, nos jogos das 15h a ativação no pré-jogo pode começar duas horas antes da partida por meio de spots de áudio nos principais aplicativos de música do mundo, visando entregar a mídia para as pessoas que estão em deslocamento. Durante o jogo, é melhor que a veiculação inclua mídia display, para acompanhar a navegação multi-tela do usuário. Já no pós jogo, o ideal é aproveitar o interesse pelo conteúdo de copa para engajar o target por meio do formato vídeo, uma vez que teremos a atenção máxima do consumidor. De acordo com o estudo Ibope Media Mix, em 2014, 42% dos usuários usou a internet para buscar informações após os jogos.

Já para a partida que será as 9h, a sugestão é começar pelo vídeo, pois devido horário, a maioria das pessoas assistirão o jogo no conforto de sua casa. Na sequência entraríamos com a veiculação em mídia display e, por fim, para acompanhar o deslocamento ao trabalho no pós-jogo, o anunciante pode optar pelos aplicativos de música com campanhas de áudio.

Além dos jogos da seleção brasileira, na primeira fase podemos identificar algumas partidas imperdíveis para as marcas ativarem suas campanhas, já que também terão grande audiência, são elas: Espanha x Portugal (15 de junho), Alemanha x México (17 de junho), Polônia x Colômbia (24 de junho), Argentina x Nigéria (26 de junho) e Inglaterra x Bélgica (28 de junho).

Aproveite o potencial da tecnologia programática e a força da inteligência de dados para impactar o seu público-alvo e alcançar resultados durante a Copa.

Deixe uma resposta